Moradores do Rio de Janeiro que possuem deficiência pedem por acessibilidade

Falta de acessibilidade é um problema real na vida dos cariocas.

Anúncio


Rio de Janeiro, 09 de julho de 2022, por Priscila Lívia — Moradores do Rio de Janeiro que possuem deficiência pedem por acessibilidade. A acessibilidade é um direito garantido às pessoas com deficiência (PCD), pelo Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei n°13.146, promulgada em 2015).

Continua depois da publicidade

O Estatuto assegura e promove os direitos e liberdades fundamentas da pessoa com deficiência, possibilitando condições de igualdade para o exercício de seus direitos.

Assim, no blog Tecno Notícias, veja o indivíduo pode ser ter autonomia e viver em sociedade, exercendo à cidadania. Entretanto, apesar de garantido por Lei, este direito está para muitos, longe de ser alcançado.

Continua depois da publicidade

Moradores do Rio de Janeiro que possuem deficiência pedem por acessibilidade

A acessibilidade, ou melhor, a falta dela, ainda é hoje um drama real na vida de muitos cariocas. As dificuldades vão desde infraestrutura, que dificulta a circulação na cidade, como ocorre com problemas para acessar ruas e calçadas. Até o acesso à determinadas áreas profissionais.

Continua depois da publicidade

Algumas pessoas com deficiência travam grandes batalham em busca de mais inclusão e de mais recursos. Como no caso do Marcelo Cunha, 52 anos. Artista plástico, que em matéria apresentada pelo Portal G1 em 6 de julho deste ano. Conta que aos 21 anos de idade sofreu um acidente que o deixou tetraplégico.

Associação dos pintores

Logo após ver uma matéria em que uma pessoa usava a boca para pintar, tomou a decisão de fazer o mesmo. Marcelo é pós-graduado em Artes Visuais, faz parte da Associação dos Pintores com a Boca e os Pés. Então chegou até a pintar obras apresentadas na paraolimpíada de 2016. Para Marcelo a palavra autonomia é especial!

A história do Marcelo nos mostra que uma deficiência não impede a execução da grande maioria das atividades e nem a conquista de mais espaço no mercado de trabalho. Porém, a pouca acessibilidade nas ruas do Rio de Janeiro é um verdadeiro empecilho para quem necessita se locomover em uma cadeira de rodas, por exemplo.

O desejo por mais acessibilidade no Rio de Janeiro é verdadeiro e compartilhado por muitos, que assim como Marcelo. Assim correm riscos desnecessários ao transitarem em ruas que não foram planejadas para atender as necessidades de pessoas com deficiências.

Enfim, é necessário que os direitos assegurados pelo Estatuto da Pessoa com Deficiência, sejam postos em ação!

Carregando comentários aguarde...
...