Rio inaugura 15 novas linhas de ônibus para melhorar o atendimento da população

Confira o investimento no maior conforto no atendimento da população do Rio.

Anúncio


Rio de Janeiro, 2 de julho de 2022, por Priscila Lívia — Já soube que o Rio inaugura 15 novas linhas de ônibus para melhorar o atendimento da população? Confira no Tecno Notícias todos os detalhes dessa operação. Entenda o funcionamento do plano e seus objetivos principais para a cidade.
Veja Rio inaugura 15 novas linhas de ônibus para melhorar o atendimento da população: retorno às atividades presenciais
Com a flexibilização da quarentena, a demanda por transportes públicos aumenta. Assim, é preciso fazer inovações nas linhas existentes. Dessa forma, a Prefeitura inaugurou a expansão do fluxo de ônibus na cidade.
Crise imposta pela Covid-19 e a quarentena decorrente da pandemia
Durante a pandemia, em todo o país, muitos serviços públicos tiveram investimentos reduzidos. Sobretudo o transporte público, já que uma menor quantidade de pessoas o utilizaria. Por isso, com a volta das atividades presenciais, há um grande problema.

Continua depois da publicidade

Muitas linhas que estavam fora de serviço voltaram a funcionar normalmente. Além disso, foi captada uma necessidade de ampliação do atendimento em diversos lugares da cidade. Logo, as novas linhas de ônibus buscam suprir essa demanda.

Relacionados

Cabo Frio lidera ranking de geração de empregos formais na…

Continua depois da publicidade

Servidores públicos recebem 3 ônibus da Prefeitura de Duque…

Continua depois da publicidade

Os ônibus irão começar a cobrir as áreas indicadas na semana que vem. No entanto, esse é apenas o primeiro passo das mudanças. Afinal, esse plano operacional busca regularizar aos poucos a circulação do transporte pela cidade.
De onde se origina esse plano operacional do serviço de ônibus no Rio?
Em acordo com dados da Prefeitura do Rio, já são 37 novas linhas em operação desde o início de julho de 2022. Entretanto, ela não é a única responsável pelas inovações. O plano vem de um acordo judicial.

Os consórcios de ônibus, o Município, e o Ministério Público Estadual estabelecera a funcionalidade da operação. Então, ficou acordado que os consórcios receberão o valor da tarifa somado a um adicional.

Com base na quilometragem rodada é que será calculado o bônus previsto no acordo judicial. Dessa forma, a Prefeitura do Rio fica responsável por fiscalizar essa taxa com o auxílio de um sistema de GPS. Assim, a veracidade das informações é mais confiável.

Carregando comentários aguarde...
...