As situação do Paraná não está nada favorável se tratando do novo coronavírus. Pois, os casos sobem cada vez mais, isso tem preocupado o estado. Segundo o Secretário de estado da Saúde, cidades como Cascavel e Curitiba, necessitam de uma quarentena mais rigorosa. Já que a maioria dos casos vem dessas cidades.

Quarentena mais rigorosa

Nesta quarta-feira (24/06), durante uma entrevista ao jornal Meio Dia Paraná, da RPC TV o O secretário de estado da Saúde, Beto Preto, afirmou que o estado deve decretar medidas de isolamento social mais rígidas nas regionais de Cascavel, no Oeste do estado, e da Região Metropolitana de Curitiba. Por causa do aumento no número de casos e mortes pelo novo coronavírus e pela alta taxa de ocupação dos leitos de UTIs regionais.

“A região de Cascavel e a Região Metropolitana de Curitiba se apresentam numa situação de necessidade de fechamento mais firme” comentou, se referindo a um possível lockdown e uma quarentena mais rigorosa.

“É importante pensar nisso, porque o número de leitos está chegando ao limite. Estamos viabilizando novos leitos, mas vamos fazer isso até quando? Podemos ter colapso em pouco tempo”, complementou. Durante a entrevista, Beto também lamenta o descumprimento do isolamento voluntário pela população.

“Nossa estratégia era bastante razoável, oferecendo estrutura e equipe hospitalar para todos os paranaenses. E, até agora, vínhamos equilibrados. Mas nossa estratégia previa um isolamento social acima de 50%. Com 35%, que é o que temos hoje, vamos precisar de mais leitos e teremos mais mortes”, diz o secretário em tom de alerta.

“Neste momento, olhando com mais clareza os números, como eles vêm se comportando, com essa subida muito aguda no Paraná, talvez, para a semana que vem, tenhamos algumas medidas restritivas, sem vontade de prejudicar qualquer atividade, mas com vontade de passar por isso logo” Diz Beto, reconhecendo que o Paraná necessita de uma quarentena mais rigorosa.

quarentena mais rigorosa
Secretário prevê quarentena mais rigorosa em Curitiba e Cascavel. (Imagem: Daniel Castellano / SMC)

A quarentena mais rigorosa é realmente uma opção, já que os casos da covid-19 no Paraná já somam 15.853 e 498 mortes. É de fato, uma situação muito preocupante para o governo e para os paranaenses, que estão em alerta neste momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui