Amazônia sofre com o número de queimadas que aumentou cada vez mais no mês de junho de 2020. Aliás, esse número de queimadas está registrado como um dos maiores desastres desde 2007, confirma o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Conforme pesquisas da equipe tecnonoticias.com.br.

Queimadas
Imagem: Folha Vitória

No mês de junho de 2020, foi registrado o mês que ocorreu o maior número de queimadas de todos os tempos. Conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais afirma que o número de queimadas no mês 6 aumentou em cerca de mais de 19%.

Aliás, essas queimadas também podem causar problemas para a saúde das pessoas, prejudicando o sistema respiratório e pacientes com o novo coronavírus. A princípio, os noticiários apontaram que foram mais de 1.000 incêndios em 2020, ultrapassando 2019 no mesmo período.

Os incêndios causados nas matas não prejudicam apenas na área afetada, mas também a fumaça pode percorrer pelas cidades afetando a saúde das pessoas, animais e também meio ambiente.

Entretanto, informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais informam que, do mês de janeiro até o mês de junho o desmatamento na amazônia vem crescendo cada vez mais e superando os anos anteriores. Então, aumentou mais de 5% entre os 5 primeiros meses desse ano.

Causas das queimadas na Amazônia

Uma das principais causas das queimadas na Amazônia acontece devido ao desmatamento de terras como o corte e a queima das florestas. Aliás, após extrair as madeiras, o restante de vegetação é queimado para poder limpar. A princípio o clima também está relacionado com uma das causas de incêndio.

A floresta tropical amazônica pode chegar a ser totalmente destruída, fazendo assim o local virar uma savana. Pesquisas feitas por cientistas brasileiros afirmam que cerca de mais de 10% da amazônia já foram destruídas.

No ano de 2007 a 2008 o desmatamento chegou a atingir mais de 12.900km². De 2017 até o ano de 2018 foi de 7.500mk² área destruída e em 2019, chegou a mais de 9.700mk² e outros anos que também marcaram histórias nas florestas amazônicas.

Um fato que ficará marcado em todo o mundo será do mês de agosto de 2019 quando as florestas da Amazônia ficaram em chamas e gerou repercussão no mundo inteiro. Não há um total de números específico de quantos animais morreram. O total de números atingidos pelo fogo foi mais de 11 mil quilômetros quadrados.

Os animais foram fortemente afetados pelas queimadas e a falta de alimentos. As cidades de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Bolívia e Paraguai ficaram afetadas com a fumaça dos incêndios nas florestas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui