Quick pede a criação de um centro de triagem e atendimento específico para pacientes do novo Coronavírus

Na ultima Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de Nova Mutum, que aconteceu nesta segunda (15.06), o vereador Airton Pessi “Quick” (DEM), trouxe a necessidade de um centro de triagem e atendimento específico, para atendimento dos pacientes que apresentarem algum sintoma relacionado à covid-19.

A indicação de nº 074/2020, tem a finalidade garantir que as pessoas com sintomas leves, similares aos provocados pelo novo coronavírus, como coriza, febre e tosse, sejam atendidas com mais agilidade e sem entrada no ambiente hospitalar, destinado ao atendimento dos casos graves da doença.

O camarista relatou sua preocupação com a circulação de pessoas e consequentemente  a circulação do vírus, quando estas pessoas buscam ajuda, de local em local, sem diagnóstico nítido. Ele defende a criação deste centro especializado, como medida preventiva da disseminação do novo Coronavírus, com profissionais equipados e protegidos, aptos para realizar este atendimento específico.

Ver. Airton Pessi "Quick" / Fonte: www.novamutum.mt.leg.br
Ver. Airton Pessi “Quick” / Fonte: www.novamutum.mt.leg.br

“Eu tenho recebido inúmeras reclamações de pacientes, onde as pessoas com sintomas de coronavírus, vão para o posto de saúde, vão para o pronto atendimento, vão para laboratórios e voltam para casa. Peregrinam para lá, de novo e enquanto isso, estão circulando em vários órgãos públicos, buscando atendimento e buscando saber o que realmente têm. Então eu peço para o executivo municipal, que crie um lugar específico para estas pessoas, equipado com profissionais para atendê-los com seus Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), para não ser contaminados. Será uma forma de evitar o contágio rápido, como está acontecendo aqui em Nova Mutum”, justificou Pessi.

Opinião de populares

Uma popular que não quis se identificar, é de opinião contrária à indicação, pois, ela diz acreditar ser um “desperdício de verba” (sic). Mas, ao mesmo tempo, se mostrou aberta à opção, caso não haja alternativas.

“Eu acho que não deveria ser criado [o centro de atendimento], pois tem posto de saúde, que poderia dar este suporte e fazer esta triagem. Os casos graves vão para o hospital, os demais, triagem nos PSF’s. Senão é gastar mais verba, sendo que já temos estrutura pra isso e falta só colocar pra funcionar. Na falta de opções, eu iria pro centro especializado, pro hospital, pra onde fosse necessário. Se a pessoa está morrendo e não sabe o que tem, ela não vai ficar de braço cruzado, né”, exclamou a popular, que reside em Nova Mutum há alguns anos.

Nesta semana, após observar os casos crescentes da doença, ocasionados por negligência e irresponsabilidade comunitária, a prefeitura Municipal de Nova Mutum decretou toque de recolher, a partir da próxima sexta (19.06), entre 21h e 5h, válido por 15 dias.

 

Leave A Reply

Your email address will not be published.