Preços altos nos bares de BH: as variações são exorbitantes após a reabertura

Depois de tantos meses dentro de casa em isolamento social, muitas pessoas estavam com saudade dos botecos da capital mineira. Afinal, quem não gosta de curtir uma bela porção, tomar uma bebidinha e conversar com os amigos? Entretanto, os preços altos nos bares de BH estão assustando os consumidores.

Nesses últimos dias a população vem observando que a saidinha pós-pandemia está saindo bem mais cara do que o imaginado. Uma pesquisa levantou informações acerca do assunto e constatou que os preços altos nos bares de BH estão mesmo exorbitantes.

De acordo com essa pesquisa, a média de valores cobrados, se comparada há mais ou menos um ano, teve alta de 30%. Por exemplo, uma porção de contra filé, antes custava R$ 44,19, mas agora custa R$ 57,59. Já as porções da batata frita subiram 12,91%, indo dos R$ 19,97 para os R$ 22,55.

Leia mais: Jackie Chan apanhou! Briga entre homens na cidade de Ouro Branco tem vídeo viralizado na Internet

Preços altos nos bares de BH variam conforme alguns fatores

Bebidas e comidas variam em até 240% de um bar para o outro
Bebidas e comidas variam em até 240% de um bar para o outro – Foto: Freepik

Há de se levar em conta que as localizações dos barzinhos interferem muito nos valores cobrados, bem como sua infraestrutura. Outras questões como tamanho e qualidade das porções também influenciam.

E as bebidas não ficam atrás. Algumas marcas tiveram os preços subindo de R$ 12,00 para incríveis R$ 14,00. À primeira vista parece pouco, mas a conta, ao final da noitada, pode dar um susto e tanto.

Confira também: Eleições 2020 em Belo Horizonte: de acordo com o levantamento do Datafolha as escolas e hospitais têm que ser prioridade do prefeito eleito

A diferença nos preços fica ainda mais gritante quando se compara um estabelecimento ao outro. A pesquisa apontou também algumas variações que mais se destacaram. As porções de carne dispararam na lista, com média diferencial entre um bar e outro de 246%. Quem pedir, por exemplo, 300 gramas do lombo suíno, pode pagar R$ 20,00 ou até mesmo R$ 70,00. Picanhas são as que mais variam, indo dos R$ 50 até os R$ 170,00, diferença enorme de 240%.

A justificativa para esse fato se dá pelos bares e restaurantes terem sido um dos segmentos que mais foram afetados nessa pandemia. Além da questão de terem sido obrigados a fechar as portas temporariamente, sofreram bastante com a alta dos preços das mercadorias nesses últimos meses.

Tais aumentos, infelizmente foram repassados aos consumidores que agora sofrem com os preços altos nos bares de BH. Isso mostra que a capital dos botecos pode demorar para se recuperar por completo depois dos meses sem frequentadores.

Você também pode se interessar: Morreu, mas passa bem: hospital de Belo Horizonte informou morte enganosa de mulher no prontuário e terá que indenizá-la

Para obter mais conteúdos siga o Tecno Notícias no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.