Em Curitiba, região central é o maior polo de mortes pela doença; confira

A  região de Curitiba, já foi um grande exemplo de prevenção em relação a covid-19. No entanto, essa situação se reverteu drasticamente, pois os casos da doença só aumentam. Tendo em vista todos os números já apesentados, o maior polo de mortes pela covid-19 na capital é na região central

De acordo com o último boletim da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) divulgado neste domingo (28/06). Já somam de 4.285 casos confirmado do novo coronavírus em Curitiba, sendo 140 mortes na capital. Então, de acordo com balanço que foi divulgado na última sexta-feira (26/06), a doença vem avançando para os bairros mais periféricos da cidade, embora ainda o maior números de mortes se localizem na região central.

Confira também:Em Curitiba, terá ônibus exclusivo para o transporte de profissionais da saúde

Região central da capital é onde se localiza o maior número de mortes pela covid-19

Mesmo com a incidência de casos migrando a cada semana para os bairros mais afastados da capital, a maioria das mortes ainda continua sendo de casos das regionais Matriz e Boa Vista. Das 127 mortes em consequência da covid-19 em Curitiba, 23 são da Matriz e 18 da regional Boa Vista, segundo boletim da última sexta-feira (26).

Você também pode gostar de: Segundo associação, região metropolitana de Curitiba pode ter um lockdown; confira

Essas duas regiões já apresentavam maior número de mortes em dias anteriores. Pegando o dia 19/06, como exemplo, as regionais Matriz e Boa Vista eram as que mais continham óbitos em consequência da doença, com 19 e 13 casos, respectivamente.

Já do dia 16 a 26/06, a região do CIC apresentou um grande aumento na incidência de casos da covid-19. Então, se localizando logo em seguida, a região do Pinheirinho teve evolução da doença.

Desde que a pandemia se iniciou na capital, a maioria dos casos de covid-19 em Curitiba tem sido da região central. Visando os números absolutos, a região já registrou mais de 700 infecções pela doença. Logo em seguida, vem a regional Santa Felicidade, com mais de 400 casos e a região do Boa Vista, com mais de 400 infecções também.

De acordo com os dados apresentados pelo boletim epidemiológico, os bairros que estão respectivamente afastados do Centro são os que apresentam menos casos. A região do Tatuquara, como exemplo, que fica no extremo sul e abrange os bairros Tatuquara, Caximba e Campo do Santana, tem em torno de 200 casos da doença. É a regional que menos testou positivo para o novo coronavírus.

Confira também:Curitiba atinge grande marca de casos da doença, preocupando prefeitura; saiba mais

região central
Curitiba tem grande incidência de casos na região central. (Imagem: Guilherme Wille)

Transmissão familiar segue preocupante

Além da grande incidência na região central, a transmissão da doença entre familiares está bem preocupante na capital. Então, o prefeito Rafael Greca fez um apelo para que as pessoas mantenham o distanciamento social, principalmente dos idosos, que são o público mais vulnerável à doença.

Para obter mais conteúdos siga o Tecno Notícias no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.