Deputado Federal do PSL reforça defesa pelo voto impresso em 2022

Voto impresso é defendido pela bancada do PSL no Congresso e apoiado pelo presidente da República

O retorno do voto impresso no Brasil tem sido debatido e buscado por parlamentares de partidos aliados ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que também já demonstrou desejo de uma eleição a este modo no país. Principalmente em 2022. Nesta segunda-feira (05/04), o assunto voltou a ser tocado.

Programa apresentado por Luis Ernesto Lacombe, Amanda Klein, Rodrigo Costantino e Silvio Navarro, o Opinião no Ar, da RedeTV! Contou com os deputados federais Marcel Van Hatten (Novo-RS) e Vitor Hugo (PSL-GO).

Dentre os temas abordados ao longo do programa, o tema voto impresso foi colocado no ar através de uma pergunta feita por um internauta e que foi repassada pelo apresentador Silvio Navarro ao deputado federal filiado ao PSL.

Deputado Federal do PSL reforça apoio a voto impresso em 2022
Deputado Federal do PSL reforça apoio a voto impresso em 2022 (Foto: Freepik.com)

PEC tramita na Câmara dos Deputados

Atualmente, existe uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 15/2019) enviada pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), que dispõe sobre o seguinte:

“Na votação e apuração de eleições, plebiscitos e referendos, seja obrigatória a expedição de cédulas físicas, conferíveis pelo eleitor, a serem depositadas em urnas indevassáveis, para fins de auditoria”.

Vitor Hugo reforça apoio e explica porquê defende o voto impresso

Ao responder sobre a PEC da deputada filiada ao mesmo partido, Vitor Hugo afirmou que a proposta está sendo debatida e que a bancada do PSL trabalha para conseguir que ela seja pautada e, consequentemente, aprovada no Congresso Nacional.

“Estamos trabalhando para que sim, já foi aprovada na CCJ. Estamos agora conversando com o deputado e presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) e com outros líderes para que a gente consiga criar uma comissão especial o mais rápido possível e que dê andamento a essas discussões”.

O deputado federal também explicou como funcionaria o voto impresso. Ele diz que não excluiria a urna eletrônica, mas que se juntaria para aumentar a segurança.

“Até para esclarecer, a ideia do voto impresso ou auditado é que ao lado da urna eletrônica, haja uma impressora que permita que o eleitor verifique se seu voto está registrado corretamente naquela urna, sem que tenha acesso ao papel ou saia com algum tipo de comprovante, que poderia ser uma quebra de sigilo do voto. Ele simplesmente aperta mais uma tecla, em que o papel é contado e depositado em uma urna. Em caso de suspeita de fraude, aquela urna é aberta e contada. A gente não consegue ver qual é o empecilho. Inclusive há grandes empresários dispostos a doar recursos para essas máquinas, que seriam uma forma de legitimar o trabalho que é feito pela Justiça Eleitoral. Conheço muitos juízes e servidores da Justiça Eleitoral e são pessoas muito sérias e corretas. Não há qualquer motivo para que a gente possa desconfiar do processo. Mas também não há motivo para que a gente não crie uma redundância em torno daquilo que já é feito, permitindo a recontagem. E poderia trazer uma segurança maior”.

FGTS Aniversário 2021: Até Quando É Possível Sacar?

O FGTS aniversário 2021 é uma das alternativas que os trabalhadores têm para movimentar o Fundo de Garantia. Contudo, ele segue uma série de regras quanto à data da solicitação, aos prazos de saque e ao valor. Para não perder a chance de sacá-lo conheça as normas.

Para obter mais conteúdos siga o Tecno Notícias no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.