Curitiba tem mais 7 óbitos confirmados pelo coronavírus; confira

Hoje (19/10) o Blog Tecno Notícias veio informar sobre os últimos acontecimentos em Curitiba. Mais 7 óbitos confirmados pelo coronavírus na capital. A situação segue preocupante, para as autoridades de saúde. Pois os números dos casos continuam subindo cada vez mais.

Leia também:Mais de 500 vagas de emprego foram abertas na Agência do Trabalhador em Curitiba.

Mais 7 óbitos confirmados pelo coronavírus em Curitiba

Então, a pandemia causou sete novas mortes de moradores da capital e o vírus infectou outros 352 moradores. Os dados foram de acordo com o boletim do último sábado (17/10). Dessas mortes, seis ocorreram nas últimas 48 horas.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com os novos registros Curitiba contabiliza 48.838 casos confirmados e 1.408 óbitos. De pessoas que moram na cidade e que testaram positivo para a nova doença. Desde o mês de março. Mas, 44.330 pacientes contaminados, já estão recuperados.

Então, entre essas novas vítimas, estão cinco homens e duas mulheres, com idades entre 62 anos e 87 anos. Todas estavam internadas e tinham algum fator de risco para complicações da covid-19. No entanto, mesmo com esses 7 óbitos confirmados. A capital segue em bandeira amarela do protocolo de prevenção ao coronavírus.

Mas ainda possui uma queda na ocupação de leitos exclusivos para pacientes com coronavírus. Assim como mostram os últimos boletins da SMS. Então, no último sábado a taxa de ocupação dos 285 leitos de UTI SUS para covid-19 é de 73%.

7 óbitos confirmados
De fato, mais 7 óbitos confirmados em Curitiba. (Imagem: Pixabay)

Enfim, é bom lembrar que todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave. Vão para os leitos da covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. No momento restam 77 leitos livres.

Então, continue lendo em nosso blog:Pandemia: Mais mortes foram registradas em Curitiba em decorrência da doença.

Leave A Reply

Your email address will not be published.