7º óbito pelo novo Coronavírus é confirmado em Nova Mutum

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Mutum confirmou o falecimento de mais um paciente de Coronavírus, neste domingo (21.06). A vítima, que foi a 7ª registrada no município, era um senhor de 69 anos de idade.

Todavia, de acordo com o boletim de Vigilância Epidemiológica da pasta, além da Covid-19, o paciente tinha outras comorbidades, como hipertensão arterial, insuficiência venosa e AVC.

O relatório diário, desta terça (23.06) também apontou um aumento no número de casos notificados, que alcançou 1836, sendo este número cumulativo. Ou seja, contando todos os casos desde o início da pandemia.

Já os pacientes confirmados aumentou 25 casos nas ultimas 24 horas, alcançando um total de 314, até o momento. Deste grupo, existem 14 hospitalizados, 139 em isolamento domiciliar e 154 recuperados. Já o número de óbitos se manteve em 7, juntamente com a vítima citada acima.

Toque de recolher

Nos ultimos dias, Nova Mutum tem registrado uma alarmante proliferação do novo Coronavírus. Chegando a ser considerada de alto risco, pela Secretaria Estadual de Saúde, o que levou as autoridades locais a decretar toque de recolher.

O prefeito municipal, Adriano Xavier Pivetta externou sua preocupação com a situação de desleixo da população mutuense, em vista do rápido crescimento da doença na cidade. E explicou que deverá tomar providências, caso a situação de negligência continue. Porém, afirmou ser contra um possível lockdown.

“O posicionamento do poder executivo e do comitê é de que as pessoas respeitem e façam sua parte para que a gente não chegue nesta situação. A gente não sabe o amanhã, mas espero que a população faça sua parte, pra que a gente não sofra essa consequência”, frisou.

O decreto nº 87, de 04 de junho, instituiu “…situação de emergência em todo o território do Município de Nova Mutum, para fins de prevenção e enfrentamento à pandemia da COVID-19, de importância internacional”.

Leia o decreto na íntegra, abaixo:

Decreto nº 087 de 04 de junho de 2020

O Decreto traz outras medidas restritivas, como a circulação de pessoas em horários pré estabelecidos, o funcionamento de estabelecimentos, como bares e restaurantes, entre outros.

O município também intenciona criar barreiras sanitárias, a partir da próxima segunda-feira e fornecer medicamentos considerados profiláticos, aos casos leves de Covid-19, como a Hidróxicloroquina, Azitromicina e outros.

Leave A Reply

Your email address will not be published.