Uma pessoa ferida e uma morte em alto-forno foi o resultado da explosão ocorrida na noite de terça (20/10) na Fergusete. Esta é uma siderúrgica localizada na cidade de Sete Lagoas, Minas Gerais. O rompimento ocorrido em uma das chapas do forno fez com que o carvão e o minério não só transbordasse, mas também atingisse Fabiano Pereira, de 36 anos e Edilson Silva, com 47 anos.

A causa desse rompimento está sendo investigada pelas autoridades competentes, bem como pela própria Fergusete. Infelizmente, Edilson, que teve aproximadamente 90% de seu corpo queimado, não resistiu aos ferimentos. Assim, uma morte em alto-forno na cidade foi confirmada.

Leia mais: Acidente em carrinho bate-bate: família de criança atingida em Belo Horizonte receberá por danos morais

Morte em alto-forno será investigada pelas autoridades

A produção do ferro-gusa é feito no alto-forno, com o derretimento do minério de ferro. Para se ter uma peça de aço, é preciso que a matéria prima passe por alguns processos. Fiscais da Semad (Secretaria de Estado de Meio Ambiente), mas também a Polícia Civil e Militar, estiveram no local no dia seguinte. Assim, puderam avaliar os estragos que a explosão provocou.

O outro funcionário ferido passa bem em casa
O outro funcionário ferido passa bem em casa – Foto: Brasil Escola)

Bombeiros afirmam que não aconteceu nenhum incêndio, mesmo com o calor intenso. Eles tomaram o controle da situação rapidamente. A corporação resfriou o local, o que os funcionários já estavam fazendo desde o ocorrido. O Corpo de Bombeiros é que deveria prestar socorro para as vítimas. Mas, quando eles chegaram no local, o Samu já tinha dado atendimento aos feridos.

Confira também: Morreu, mas passa bem: hospital de Belo Horizonte informou morte enganosa de mulher no prontuário e terá que indenizá-la

A princípio, Edilson teve queimaduras espalhadas pelo corpo de primeiro, mas também de segundo grau. Consciente e falando, ele foi para o Hospital João XXIII, na capital mineira, de helicóptero. Contudo, veio a falecer na noite de quarta (21/10). Fabiano, o outro ferido, teve o atendimento feito pelo Samu por conta das queimaduras no antebraço, mas recebeu alta no mesmo dia.

A Fergusete já abriu sindicância a fim de apurar a morte em alto-forno. A siderúrgica relatou que está disponível e prestando assistências para as famílias das duas vítimas. Houve uma paralização da produção dentro do forno onde aconteceu a explosão. O mesmo entrará em manutenção.

Você também pode se interessar: Câmara Municipal de Belo Horizonte: a quantidade de candidatos por vaga ao cargo de vereador é a maior do país

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui