Um choque para familiares e vizinhos veio quando uma criança de 3 anos foi assassinada brutalmente em Betim. O homicídio na Região Metropolitana de Belo Horizonte aconteceu no feriado de 7 de setembro, tendo como suspeito, o pai. O indivíduo responderá pelo crime de homicídio triplamente qualificado, com motivo cruel, bem como torpe, uma vez que a vítima não tinha a menor possibilidade de defesa.

A Polícia Civil acabou de concluir o inquérito do caso de homicídio na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O suspeito, pai da pequena criança, confessou seu crime, o que fez com que fosse finalmente fosse indiciado.

Leia mais: Policial penal foi assassinado em BH após tumulto em bar por causa de “cantada”

Leonardo Mota, delegado, deu uma entrevista coletiva na sexta-feira (18/09), onde contou que a vítima foi passar o feriado em companhia dos avós paternos, junto com seu pai. Segundo informações da Polícia Civil, a motivação do crime foi vingança do suspeito pelo término de seu relacionamento com a mãe do menino.

Homicídio na Região Metropolitana de Belo Horizonte tem motivação passional

Todos os indícios do inquérito apontam para um crime passional. Uma vez que o suspeito acabou não conseguindo seu intento de fazer as pazes com sua ex-mulher, aproveitou-se da oportunidade e fragilidade do momento, punindo-a matando o filho.

De acordo com o depoimento dado pela mãe, o suspeito gostava da criança e não possuía nenhum tipo de problema com o filho, pelo contrário. Ele sempre queria ficar com o menino e era até bastante carinhoso. Tal atitude jamais fez que com ela desconfiasse do ex-companheiro, pois jamais houve nenhum tipo de histórico de maus-tratos.

Confira também: Vagas de emprego: veja algumas oportunidades para Belo Horizonte e região nesta segunda (21/09)

Inquérito aponta para crime passional
Inquérito aponta para crime passional – Foto: Aluísio Marques

Entretanto, antes do acontecido, o homem enviou uma mensagem para a ex, afirmando que ela sofreria por toda sua vida. Segundo o delegado, Leonardo Mota, o suspeito esfaqueou seu filho enquanto o mesmo dormia em seu colo.

O laudo da perícia condiz com múltiplos ferimentos à faca na parte posterior e anterior do tórax. Assim, a costela foi quebrada, bem como o pulmão e o coração perfurado. Havia marcas nos braços da vítima, indicativo de tentativas de defesa.

Logo depois do crime, o homem tentou suicídio, se esfaqueando no abdômen. Entretanto, foi socorrido no Hospital Regional de Betim. Ele permaneceu internado durante uma semana em um leito na UTI, mas já foi transferido para o quarto, ficando sob escolta. O suspeito de homicídio na Região Metropolitana de Belo Horizonte, desde então, não quer falar com a Polícia.

Você também pode se interessar: Ônibus queimados na Grande BH: detentos ordenam mais ataques

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui