Marcos Mion critica o uso dos fogos na virada: “Pensem nos vulneráveis”

Marcos Mion publicou o vídeo com a ajuda de seus 3 filhos e seguidores reagiram positivamente ao apelo

O apresentador Marcos Mion publicou, nesta última quinta-feira e último dia do ano (31), um vídeo criticando os fogos que são lançados na virada do ano. O vídeo, publicado em suas redes sociais, chama bastante a atenção por tocar em um dos assuntos mais importantes que há em relação às festas de fim de ano. Confira:

“Pensem nos vulneráveis. Essa é uma lição de 2020 que tem que ficar. Não soltem fogos.”, declarou o apresentador Marcos Mion.

Veja também: Thais Fersoza relembra últimos Réveillons ao lado de Michel Teló e reflete seu 2020

Realmente, é muito importante pensar nos animais, nos bebês, nas gestantes, nas pessoas que estão agora nos hospitais – seja trabalhando ou sendo atendidas – nos idosos, nos autistas e todas aquelas pessoas que se encontram vulneráveis em um período como esse: em que há muitas pessoas que ainda não se conscientizaram sobre os fogos.

Confira: Saulo Poncio chora ao relembrar de crises e emociona seus seguidores

Além disso, hoje cedo, o apresentador fez uma forte crítica sobre as aglomerações que irão ocorrer nesta virada de ano. Uma coisa muito grave que está prevista para acontecer sem o menor respeito com a situação atual em que vivemos. Sobre isso, Marcos Mion publicou em seu Twitter:

“Tudo que vimos de chocante até agora em termos de aglomeração…Ipanema, Cabo Frio e, hoje cedo, São Miguel Gostoso, vai perder a importância quando comparados com o que enfrentaremos hoje a noite. Deus nos ajude.”, declarou o apresentador.

Só saberemos o resultado de tudo isso após as festividades de ano novo, o que, ao que tudo indica, fará com que as pessoas se aglomerem mais ainda. Uma pena ver que todo o esforço, de um ano todo cheio de cuidados, perderá sua importância caso a população realmente queira aproveitar a ocasião para estarem em aglomeração.

O apresentador ainda comentou em seu perfil pessoal do Instagram sobre a questão da aglomeração, fazendo uma análise sobre o que pode acontecer caso as pessoas, hoje à noite, se exponham:

“Num primeiro momento pode parecer que é “lá longe”, outro estado, uma coisa que não faz parte do seu mundo, mas lembre que todas essas pessoas voltarão para suas casas, para seus estados de origem e encontrarão suas famílias, amigos, gente no trabalho, gente em passeio…e aí sim, aquela aglomeração que parecia tão distante pode estar dentro da sua casa, carregada de vírus, em pouco tempo.”, publicou.

Ele aproveitou para nos alertar sobre o risco muito grande de que o vírus possa chegar até nós, mesmo que não estejamos presentes nas festas e nos locais de aglomeração, em uma perspectiva mais humanitária e nacional.

“Se existem os “6 graus de separação”, a chance do vírus que vai circular nas festas de hoje pelo Brasil chegar até você é gigantesca.”, disse o apresentador.

Finalizando sobre o tema, Mion ainda concluiu: “A boa notícia é que 2020 acabou. A má notícia é que nada muda em relação ao COVID-19. Pelo contrário, parece que ainda vai ficar pior antes de melhorar…Deus nos ajude.”, declarou Marcos Mion.

Ainda: Nathalia Dill dá a luz a sua filha Eva: “Chegou nos banhando de amor e aprendizado”

Leave A Reply

Your email address will not be published.