Hoje (23/09) o blog Tecno Notícias veio informar sobre os últimos acontecimentos em Curitiba, ultrapassa a marca de 4.000 o número de casos ativos da doença. Com o número de mortes caindo e os novos casos diários da doença em estabilidade ao longo do mês. A capital revelou, na última terça-feira (22/09), ter mais 348 casos confirmados de novo coronavírus.

Então, entre os infectados, nove pessoas não resistiram às complicações causadas pela doença infelizmente vieram a óbito. Com esses novos registros, a capital paranaense alcançou o total de 41.717 ocorrências do novo coronavírus e 1.213 mortes, que foram contabilizados desde o início da pandemia. Desse total de casos mais de quatro mil são casos ativos.

Curitiba chega a 4.000 casos ativos da doença

Outro índice analisado com atenção pelas autoridades de saúde é o número de pacientes em fase ativa e de transmissão da doença. Índice esse que na última terça-feira (22/09) chegou a 4.207. Número maior que os 4.053 casos ativos do boletim anterior, divulgado na última segunda-feira (21/09). Então, entre as pessoas que testaram positivo, 36.297 já são consideradas curadas. Sendo, outros 670 casos suspeitos são investigados e aguardam resultados de exames.

Então, mais nove moradores da capital infelizmente vieram a óbito pela doença. Entre essas vítimas mais recentes da covid-19, estão seis mulheres e três homens, que tinham entre 21 e 94 anos. Sendo dois deles com menos de 60 anos anos de idade, uma jovem de 21 e um homem de 43, mas todos os pacientes que faleceram e tiveram suas mortes divulgadas na última segunda-feira (21/09) possuíam doenças crônicas como fatores de risco.

casos ativos
De fato, Curitiba passa de 4 mil casos ativos da covid-19. (Imagem: Pixabay)

Enfim, na última terça-feira (22/09), a capital registrou uma ocupação de 79% dos 334 leitos de UTIs exclusivos para a doença do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Curitiba, de acordo com a administração municipal, há atualmente 70 leitos do SUS livres nos hospitais, aptos para receber pacientes com coronavírus ou com quadros de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Todos esses dados levando em consideração o número de casos ativos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui