Uma criança foi encontrada viva entre pais mortos no Icaivera, bairro do município de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte. A Polícia Militar, que foi notificada do ocorrido, informou que o menino tinha apenas 2 anos de idade e estava deitado na cama. Quem localizou seu paradeiro foram os vizinhos, que também pediram socorro.

Na madrugada deste domingo (18/10) a ocorrência inusitada chocou os moradores das redondezas de uma rua de Betim. Populares contam que às 04:00 ouviram os sons de tiros, seguidos de um barulho de motocicleta.  A criança foi encontrada viva entre pais mortos somente 12 horas após.

Leia mais: Morreu, mas passa bem: hospital de Belo Horizonte informou morte enganosa de mulher no prontuário e terá que indenizá-la

Moradores tiveram medo quando ouviram os tiros durante a madrugada
Moradores tiveram medo quando ouviram os tiros durante a madrugada – Foto: Viva Real Imóveis

Criança foi encontrada viva entre pais mortos estava quase entrando em hipotermia

Os vizinhos, no momento em que ouviram os disparos, ficaram com receio de sair de suas casas para verificar o acontecido. Tanto por isso, somente às 16:30 é que notaram algo estranho. Segundo informações da PM, o crime só foi notificado neste horário, pois o casal, até então, não tinha dado sinais de movimentação dentro de casa.

Um morador estranhou o fato. Ele verificou, então, que haviam arrombado a porta principal. O casal estava morto em cima da cama. Já o filho deles se encontrava entre os dois, debaixo de um lençol, apresentando os primeiros sinais de hipotermia.

Com a respiração um tanto fraca, o encaminhamento do menino para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do município Nova Contagem foi imediato. Nenhum parente próximo se manifestou, portanto, o centro de saúde acionou um profissional do Conselho Tutelar.

Confira também: Atropelado no metrô de BH: acidente mata funcionário da CBTU nesta quinta (24/09)

O menino de 2 anos tinha sinais de hipotermia e foi levado para a Upa Nova Contagem
Encontraram sinais de hipotermia no menino, que segue internado na Upa Nova Contagem – Foto: Google Street View

A mulher (19 anos), assassinada com um tiro na cabeça, assim como o homem (32 anos), assassinado com três, já tiveram seus corpos analisados pela perícia. A motivação desse crime ainda está sendo investigada pela Polícia Militar, que também não divulgou se as vítimas possuíam passagem. A criança foi encontrada viva entre pais mortos, mas passa bem no momento.

Você também pode se interessar: Câmara Municipal de Belo Horizonte: a quantidade de candidatos por vaga ao cargo de vereador é a maior do país

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui