Auxílio multiplica valor do Bolsa Família 2020 e auxilia beneficiários; veja

0
151
Auxílio multiplica valor do Bolsa Família 2020 e auxilia beneficiários
Auxílio multiplica valor do Bolsa Família 2020 e auxilia beneficiários

Auxílio multiplica valor do Bolsa Família – Quando foi anunciada a pandemia no Brasil pelo novo coronavírus no início de março, os órgãos federais se uniram com o objetivo de elaborar estratégias para o enfrentamento da doença Covid-19.

Diante do cenário econômico alarmante, o governo aprovou o auxílio emergencial para os trabalhadores informais, cuja renda seria mais prejudicada.

Auxílio multiplica valor do Bolsa Família 2020 e auxilia beneficiários
Auxílio multiplica valor do Bolsa Família 2020 e auxilia beneficiários

Além desse público alvo, outras categorias também vêm sendo beneficiadas com a ajuda financeira, como os beneficiários do programa Bolsa Família, que atende famílias em situação de vulnerabilidade.

Tendo isso em vista, o auxílio multiplica valor do Bolsa Família e tem ajudado diversas famílias neste período de crise.

Leia também:

Beneficiários têm renda aumentada em razão do auxílio que multiplica valor do Bolsa Família

Com a primeira parcela do auxílio emergencial paga a todos os beneficiários do Bolsa que tinham direito à ajuda, a renda dessa população foi consideravelmente aumentada.

Segundo os critérios do auxílio, os beneficiários do Bolsa Família que recebem menos que 600 reais, tiveram o valor automaticamente substituído. Assim, receberam e vão receber um valor mais vantajoso.

Lembrando que todos os beneficiários que cumprem com os requisitos têm direito ao auxílio.

R$ 1.200 para mães solteiras

Além disso, muitas titulares do benefício que se encaixavam na categoria de mães solteiras, tiveram o valor substituído por 1.200 reais.

Portanto, várias famílias viram sua renda aumentar até seis vezes mais, visto que a média do Bolsa é de 200 reais. Para famílias que recebem do programa 78 reais, o aumento foi ainda mais relevante.

Leia ainda:

Auxílio multiplica valor do Bolsa, mas programa deve ser ampliado depois da pandemia

O auxílio emergencial têm ajudado diversas categorias de trabalhadores, inclusive os desempregados e as mães solteiras, bem como os beneficiários do Bolsa.

No entanto, economistas afirmam que o Bolsa Família deve ser ampliado para que os beneficiários recebam parcelas com um valor maior, pois o valor de até 205 reais (média dos benefícios) não vai ser suficiente após a pandemia.

Um dos economistas, Ricardo Henriques, que ajudou a criar o programa em 2003, afirma que:

“Mais pessoas e famílias ficarão vulneráveis. Vai ser preciso manter essa renda mínima e um valor maior do Bolsa Família por mais tempo pode ser mesmo necessário.”

Portanto, o auxílio será pago durante três meses (restando apenas dois); sendo necessário, após esse período, a reformulação do programa Bolsa Família.

Veja também:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here