Empréstimo P2P tende a revolucionar o crédito para micro e pequenas empresas; confira

0
50
Empréstimo P2P tende a revolucionar o crédito para micro e pequenas empresas; confira

Para um pequeno empresário ter acesso a um empréstimo com boas condições é uma dificuldade. Geralmente as linhas de crédito oferecidas são difíceis de acessar, exigem garantia ou avalista e quando são mais flexíveis, as taxas de juros costumam ser altas. Contudo, uma modalidade de empréstimo, conhecida como peer-to-peer (P2P), está facilitando o acesso ao crédito e oferecendo boas condições. Conheça a Tutu digital.

Empréstimo P2P tende a revolucionar o crédito para micro e pequenas empresas; confira
Empréstimo P2P tende a revolucionar o crédito para micro e pequenas empresas; confira

Como funciona o empréstimo peer-to-peer da Tutu digital?

O propósito da empresa é poder oferecer empréstimos com boas condições para micro e pequenas empresas.

O peer-to-peer, do inglês ponto a ponto, tem como benefício básico ser um formato de empréstimo no qual pessoas investem em pessoas.

Ou seja, o micro ou pequeno empresário solicita um empréstimo e na outra ponta, uma outra pessoa analisa a oportunidade e decide por investir, emprestando o dinheiro.

Como consequência, as taxas de juros são menores do que as aplicadas em empréstimos tradicionais.

A empresa oferece crédito de até R$ 100 mil reais e em até 24 parcelas para pagamento.

Contudo, os valores das parcelas variam de acordo com a análise de crédito de cada cliente.

A empresa atua conectando empresas que precisam de crédito com pessoas que desejam investir.

A operação da empresa é 100% online.

Como é o processo?

  1. A empresa solicita o empréstimo na plataforma da Tutu.
  2. Em seguida a proposta é submetida a uma avaliação interna e ao modelo proprietário de crédito da empresa e, se aprovada, a proposta é oferecida aos investidores cadastrados na Tutu.
  3. Os investidores, então, registram seu interesse em emprestar e com quanto participariam na operação.
  4. Logo após, havendo acordo entre as partes, ou seja, de ponto a ponto, a empresa recebe seu empréstimo e os investidores seus pagamentos mensais.

Numa simulação, feita no próprio site da empresa, é possível ter uma noção das condições de empréstimos, confira:

  • Valor do empréstimo – R$ 100.000 (cem mil reais)
  • Quantidade de prestações – 24 X
  • Valor das parcelas – R$ 5.898,38

A Tutu Digital não realiza operações de financiamento e/ou investimento diretamente, tampouco realiza quaisquer outras operações privativas de instituições financeiras.

Todos os financiamentos são realizados através da BMP MONEY PLUS, devidamente autorizada pelo Banco Central do Brasil a realizar esse tipo de atividade.

Leia ainda:Banco Inter: investimento permite ganhar dinheiro com cashback; saiba mais

Confira os benefícios oferecidos no empréstimo , de acordo com a Tutu:

  • Taxas de juros até 10 vezes menores do que o mercado se comparado a bancos e factorings (a partir de 1,9% a.m.).
  • Acesso facilitado e sem burocracia e com a contratação online e 100% segura;
  • Sem Necessidade de garantia real;
  • Análise rápida e efetiva;
  • Transparência na contratação.
  • Aplicativo próprio, disponível para sistemas Android no Google Play;

A baixa burocracia é um destaque dessa operação, se comparado à tomada de crédito convencional.

Documentos exigidos:

Os documentos requeridos para obter esse tipo de empréstimo podem variar, mas costumam ser RG, CPF, comprovante de endereço e declaração de faturamento dos últimos 12 meses da pessoa jurídica.

Como é possível conseguir um empréstimo na plataforma?

Ao escolher a plataforma em que fará o seu pedido de empréstimo, o tomador deve, antes de mais nada, realizar seu cadastro no sistema, acessando o site: www.tutudigital.com.br

Serão requeridos diversos dados para que essa solicitação de crédito seja incluída na plataforma.

Em seguida, é feito um estudo analítico com o objetivo de medir qual é o provável risco de o tomador vir a se tornar inadimplente.

Caso seja aprovado, o pedido de crédito é publicado no sistema, juntamente ao rating (nota) do risco, de modo que os investidores tenham acesso à solicitação da empresa.

Dessa forma, os potenciais investidores poderão escolher a melhor opção para aplicarem seu dinheiro, considerando a relação entre o risco e a lucratividade da operação.

Eles podem escolher realizar o financiamento de apenas uma parte do empréstimo ou de 100% do pedido de crédito.

Ao optar pelo financiamento parcial, decidem compartilhar o risco da operação com outros credores.

Leia ainda:Empréstimo para autônomo negativado no SPC e Serasa é possível? Confira

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here