Após semana tensa, B3 (antiga Bovespa) abre a última semana de outubro com alta de 2,28%, sugerindo possível bom humor semanal

Apesar da considerável alta, ainda paira sobre a B3 percepções diversas de iminência de reversão e cautela entre investidores e traders

Ibov - B3 - gráfico
0 105

A segunda-feira (25) da última semana de outubro trouxe certo alívio aos preços da maioria dos ativos mais importantes da B3. Levando o Ibovespa (IBOV) a fechar em 108.714 pontos, representando uma alta de 2,28%. Com destaque para a alta de 6,84% da Petrobras (PETR4), que fechou o dia cotada em R$29,04, em meio a rumores de possibilidade de privatização.

Após uma semana em que pravaleceu os efeitos de ruídos polícos na esfera do governo federal, que levou a B3 a ignorar a inspiração positiva das principais bolsas norteamericanas, e provocou forte queda semanal da B3, a bolsa brasileira esboça algum sinal de recuperação.

O blogue Humor do Mercado apurou que, segundo opiniões de analistas de mercado acompanhados, o momento da B3 é um misto entre a iminência de reversão e cautela da indefinição. Que apesar da alta apresentada nos preços nesta segunda-feira, o movimento não foi acompanhado por um forte volume.

Bolsas norteamericanas renovam recordes

Dois dos principais índices das bolsas norteamericanas, S&P e Dow Jones, fecham a segunda-feira renovando topos históricos, altas de 0,18% e 0,47%, respectivamente, motivados por divulgações de balanços animadores, do terceiro trimestre (3T), de empresas lá listadas.

Já a Nasdaq apresentou forte alta de 1,11%, mirando o topo de setembro, impulsionada também por divulgação de balanços positivos do 3T de empresas de tecnologia.

Destaque da agenda de terça-feira, 26 (horário de Brasília)

Logo pela manhã desta terça-feira, 26, haverá a divulgação do IPCA-15 anual (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e do IPCA-15 mensal (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). A análise do mercado para o IPCA mensal, que atualmente está em 1,14%, projeta queda a 0,97%. Já o anual que está em 10,05%, a projeção é de ligeira alta a 10,09%.

O IPCA mede o consumo da família brasileira, considerando o consumo de produtos e serviços de uma espécie de cesta, durante períodos analisados. É um importante indicador da economia pois é usado para medir a inflação.

A alteração inesperada desse importante indicador mexe sobremaneira com o humor do mercado. Valores desconectados das projeções invariavelmente provocam ajustes na precificação dos ativos, dos juros e das posições cambiais.

Às 11 horas, importantes dados da economia norteamericana serão divulgados. Confiança do Consumidor – Conference Board (CB), como o próprio nome sugere, indica o ânimo dos cosumidores em referência à atividade econômica estadunidense,  e Vendas de Novas Habitações, que é a divulgação do número de novas moradias comercializadas.

Leave A Reply

Your email address will not be published.