29/07/2020 – Já começaram a valer as novas regras para consignado de aposentados e pensionistas adotadas pelo INSS, enquanto durar o período de calamidade pública no Brasil. Elas estão valendo desde a última segunda-feira, dia 27 de julho. A medida do INSS é de auxiliar seus segurados durante o período de crise econômica causada pelo coronavírus.

Criadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), as novas regras para consignados foram aprovados pelo Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) e, portanto, liberadas para entrar em vigor.

Novas regras para consignado começam a valer; entenda o que muda
Novas regras para consignado começam a valer; entenda o que muda (Foto: Freepik.com)

Leia mais: Calendário de pagamento do INSS: veja como ficou após adiantamento do 13º

Novas regras para consignado? Entenda o que muda para o aposentado

Com as medidas tomadas, o aposentado e pensionista poderá contratar um valor maior de empréstimo e receber rapidamente, com tempo de carência para iniciar o pagamento de sua dívida, além de ampliar o limite de operações no cartão de crédito.

Portanto, explicaremos abaixo sobre o que muda com essas novas regras.

Leia também: Bancos procuram aposentados do INSS para sacar dinheiro esquecido; entenda

Desbloqueio do dinheiro mais rápido

Com a nova norma anunciada pelo INSS, o desbloqueio dos consignados passou a ter prazo de até 30 dias, quando anteriormente o dinheiro só era liberado para os contratantes depois de 90 dias.

Prazo para iniciar o pagamento

Além de receber o dinheiro antes do prazo que era previsto antes, o aposentado ou pensionista também ganhou um período de carência para iniciar o pagamento de seu consignado.

Isto é, as instituições financeiras ou entidades de previdência complementares devem ofertar um período de até 90 dias de carência que o contratante inicie o pagamento das parcelas.

Assim, a carência para iniciar o pagamento do benefício previdenciário passar um direito.

Aumento no limite de operações com cartão de crédito

O segurado do INSS também ganha um limite maior para usar o cartão de crédito vinculado ao consignado.

Assim, o limite máximo concedido passa a ser de 1,6 vez o valor mensal do benefício, quando antigamente era 1,4 vez.

Ou seja, para cada R$ 1 mil de valor de benefício, o segurado tem direito a realizar operações com cartão de crédito de até R$ 1.600.

Até quando valem essas novas regras?

O tempo menor de desbloqueio do benefício e a carência para começar a pagar valem até o dia 31 de dezembro de 2020 ou até quando estiver em vigor o estado de calamidade pública no Brasil.

Já o aumento no limite de operações usando o cartão de crédito tem vigência permanente, de acordo com o INSS.

Leia ainda: Empréstimo para aposentados: conheça as regras do consignado INSS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui