É um fato que nesses tempos de pandemia a popularidade dos delivery’s tenha aumentado exponencialmente. Os clientes, cada vez mais, buscam por comodidade e conforto, recebendo suas encomendas em suas casas sem maiores problemas. Com isso, a Bitfy resolveu inovar, permitindo o pagamento de tais serviços com Bitcoin.

A startup brasileira, carteira sem custódia e multiuso de cripto, está proporcionando aos clientes a oportunidade de adquirirem vale-compras. Assim, ao efetuarem seus pedidos por meio dos aplicativos Rappi, iFood e Evino terão uma maior facilidade e, em conjunto, a Bitfy estará democratizando a utilização das criptomoedas.

Leia mais: Clientes podem gerar boleto do Nubank no próprio aplicativo; saiba mais

Bitfy e as parcerias para o uso do Bitcoin como pagamento

A Bitfy quer democratizar o uso das criptomoedas
A Bitfy quer democratizar o uso das criptomoedas (Imagem: Reprodução/App Bitfy)

O fundador e CEO da startup, Lucas Schoch, diz que hoje em dia, os apps de delivery são realmente muito populares devido à comodidade que eles trazem. Assim, esse tipo de parceria só demonstra que a missão de se usar o Bitcoin em todo tipo de transação está sendo cumprida, mas, preocupando-se com praticidade e segurança sempre.

Através da Bifty, cada cliente pode converter as moedas digitais, sem dificuldade, em saldos para a carteira dos apps. Com isso, terão experiências completas dentro do aplicativo, podendo usar o saldo em qualquer compra do delivery. São mais de 213 mil restaurantes, bem como mercados espalhados por cerca de mil cidades brasileiras.

Confira também: PIX Banco Inter: entenda como fazer o pré-cadastro para o novo meio de pagamento

O processo acontece por meio do cartão virtual, uma vez que ele permite o acúmulo de saldos nas carteiras dos apps. Para efetuar os pedidos, é necessário baixar a versão nova da Bitfy, acessando a aba de “Ofertas”. É preciso lembrar que o download deste aplicativo está disponível tanto no Apple Store quanto no Google Play.

Segundo Lucas, a ideia da Bitfy é expandir a lista das empresas parceiras, assim, a clientela escoará seus investimentos nas criptos. Tal como o Rappi, iFood e Evino, a startup afirma que tem acordos com aproximadamente 1,5 milhão de diversos serviços digitais e estabelecimentos que também receberão o Bitcoin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui