Por Janaina Barros e Stephanie Lopes

A partir da segunda-feira (31), os aniversariantes do mês de setembro devem receber na conta do aplicativo Caixa Tem os R$ 1045 do saque emergencial do FGTS. Até o momento apenas os nascidos entre janeiro e agosto receberam o recurso. Agora é a vez dos aniversariantes dos últimos meses do ano. Veja datas:

Pagamento do FGTS no Caixa Tem 

  • Nascidos em setembro: recebem o depósito no Caixa Tem no dia 31/8
  • Nascidos em outubro: recebem o depósito no Caixa Tem no dia 08/9
  • Nascidos em novembro: recebem o depósito no Caixa Tem no dia 14/9
  • Nascidos em dezembro: recebem o depósito no Caixa Tem no dia 21/9

FGTS disponível para saques e transferências 

  • Nascidos em abril: pode sacar o FGTS ou transferir para outros bancos em 5/9
  • Nascidos em maio: pode sacar o FGTS ou transferir para outros bancos em 19/9
  • Nascidos em junho: pode sacar o FGTS ou transferir para outros bancos em 3/10
  • Nascidos em julho ou agosto: pode sacar o FGTS ou transferir para outros bancos em 17/10
  • Nascidos em setembro ou outubro: pode sacar o FGTS ou transferir para outros bancos em 31/10
  • Nascidos em novembro ou dezembro: pode sacar o FGTS ou transferir para outros bancos em 14/11

Cíntia Senna, educadora financeira do DSOP explica que todo aquele que tiver saldo do FGTS depositado nas contas ativas (trabalho atual) ou inativas (trabalhos anteriores) deve receber o recurso inicialmente no aplicativo Caixa Tem. E aproximadamente um mês depois poderá fazer o saque ou transferência destes valores. 

No entanto, aquelas pessoas que tiveram de saldo no FGTS menos do que R$ 1045 reais, devem receber apenas o recurso em conta. Por exemplo, se na sua conta do FGTS você tem R$ 700 de saldo, este é o valor que será pago seguindo seu calendário de aniversário. Para os que tiverem acima de R$ 1045 será possível receber apenas este valor.

Se você é daqueles que ainda não recebeu o saque emergencial do FGTS e está preocupado em como aproveitar este recurso para melhorar sua situação financeira na crise, o Giro Econômico conversou com Cíntia Senna e trouxe diversas dicas adaptadas para desempregados, endividados e poupadores para que estes R$ 1045 não sejam desperdiçados. Veja no vídeo:

Entre as recomendações da educadora financeira está entender que este valor será pago apenas uma única vez, diferente do auxílio emergencial que teve 5 parcelas de R$ 600. Por este motivo, ela aconselha não assumir compromissos maiores do que a nossa capacidade mesmo que sejam dívidas. “Neste momento de crise precisamos priorizar o essencial porque não sabemos quando a pandemia vai acabar. As nossas prioridades devem ser dinheiro para alimentação, saúde e educação”, afirma.

Cíntia explica que não é preciso se atormentar pelas dívidas e sim agir com muita calma na hora da negociação, evitando fechar acordos ou parcelamentos se não temos dinheiro para pagar depois. “Não use os R$1045 do FGTS para negociar uma dívida que depois não vai conseguir pagar. O recurso deve ser usado apenas se este for zerar a dívida toda”, conclui.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui