- Advertisement -

Me chamo Érica, tenho 32 anos. Sou mato-grossense, mas atualmente resido em São Paulo. No momento curso o 6° período...

Grávida pode tomar chá de erva cidreira? Veja as contraindicações, benefícios e como fazer em casa

Alguns chás são populares, mas acabam prejudicando a mãe ou o bebê durante a gestação

- Advertisement -

A grande maioria das gestantes busca pelo chá de erva cidreira como forma de acalmar a ansiedade e reduzir náuseas e enjoos. Sabe-se que mesmo os chás naturais possuem restrições e contraindicações. Nesse sentido, principalmente nos primeiros meses de gestação, a atenção deve ser dobrada. Por isso, saiba nesta segunda feira, 22 de novembro, aqui no Casa e Agro, do Tecno Noticias, se grávida pode tomar chá de erva cidreira ou não.

Alguns chás parecem ser inofensivos, mas acabam prejudicando a mãe ou o bebê durante a gestação. Isso porque alguns componentes presentes nas plantas podem ser abortivos ou até mesmo causar má formação no bebê. Sendo assim, questiona-se: grávida pode tomar chá de erva cidreira? E se sim, como e quando isso deve ser feito?

Ademais, veja também: Como Conservar Tomate Para Não Estragar Tão Rápido: Dicas Incríveis Para Preservar Por Mais Tempo

- Advertisement -

Grávida pode tomar chá de erva cidreira Veja as contraindicações, benefícios e como fazer em casa (Reprodução Canva Pro)
Grávida pode tomar chá de erva cidreira Veja as contraindicações, benefícios e como fazer em casa (Reprodução Canva Pro)

Chá de erva cidreira na gestação

Responder a esses questionamentos não é tarefa muito fácil, visto a escassez de estudos relacionando a gestação com o consumo do chá de erva cidreira, planta que tem nome científico de Melissa officinalis. 

No Brasil e no mundo existe o hábito de se incluir, por conta própria, bebidas a partir de ervas medicinais na dieta da gestante. Contudo, essa não é uma prática segura, visto que, como dito, as plantas podem possuir propriedades maléficas para a formação do bebê, podem interferir no equilíbrio hormonal da gestante e, ainda, reagir com outras substâncias que a mulher consome.

- Advertisement -

Isso posto, ressalta-se, a importância de se ter cautela com essa prática, justamente pelo fato de que não existem pesquisas científicas suficientes para atestar os benefícios e os malefícios dessa infusão para as mulheres grávidas.

Conduto, se de fato houver a indicação por seu médico ou fitoterapêuta, recomenda-se a ingestão a partir do terceiro mês de gestação. Isso porque após essa fase, grande parte dos órgãos do bebê estará formada, afastando o risco de defeitos nesse processo. Mas isso deve ser feito tendo por base análise de riscos e vantagens. As principais vantagens dessa bebida giram em torno de acalmar a ansiedade, náuseas e enjoos.

Leia, ainda: Chá de guiné: conheça os benefícios místicos e os perigos dessa planta medicinal

Modo de preparo e dose recomendada

Obtém-se a bebida por meio da infusão. Para isso, adiciona-se de 1 a 3 g de folhas secas da erva cidreira em um recipiente com 150 ml de água quente e deixa descansar por cerca de 5 minutos. A dose recomendada é de 35 ml 3 vezes ao dia.

Portanto, a orientação que deve ficar para as gestantes é não decidir nada por conta própria. Seu médico sempre deverá ser consultado, pois ele avaliará a real necessidade de inclusão dos chás na vida da gestante. Sendo dispensável, a escolha deve ser não ingerir. Por fim, espera-se por novos estudos que tragam respostas para o questionamento se a grávida pode tomar chá de erva cidreira com segurança.

Você também pode gostar: Chá De Camomila Com Mel: Aprenda A Fazer O Melhor Calmante Natural Que Existe

Comentários
Loading...