É comum se deparar com tutores dando uma volta com seus pets pelas ruas da cidade, entretanto, um evento essa semana chamou a atenção dos transeuntes. Um vídeo foi gravado de uma cobra passeando com sua dona no centro de BH, deixando quem estava perto de boca aberta.

A mulher comentou que, apesar de ter toda a documentação regulamentada, foi denunciada várias vezes pelos seus vizinhos. A cobra passeando com sua dona no centro de BH surpreendeu ainda mais por estar em um carrinho de bebê. A gravação foi feita em um cruzamento da rua do Tupis com a rua Rio de Janeiro.

Leia mais: Ônibus queimados na Grande BH: detentos ordenam mais ataques

Moradores das redondezas afirmam que, vez ou outra, veem a dona deixando seu pet dar uma voltinha livre e solta pelos canteiros das praças. O vídeo que foi publicado em várias redes sociais, viralizando, registrou a senhora permitindo que a jiboia saísse de dentro da bolsa e andasse na grama. Mas, ao contrário do pavor de muitos, ela ficou observando o animal por perto.

Cobra passeando com sua dona no centro de BH já tem esse hábito

A jiboia já não é anônima, pois a própria tem uma página na Internet dedicada a ela. Nessa página, sua tutora compartilha vídeos de outros passeios nas academias de praças espalhadas pela cidade.

Cidadãos que moram e trabalham por perto relatam detalhes de outras cenas como esta. Ricardo Luciano, comerciante do bairro, é um desses cidadãos que diz ter visto a mulher e seu pet dentro do supermercado, na rua, bem como em pontos de ônibus.

Confira também: Metrô de Belo Horizonte passará por obras com verba de R$ 1,2 bi do Governo Federal

A mulher já tem costume de passear com o pet
A mulher já tem costume de passear com o pet – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Como citado, a senhora diz ter sido denunciada algumas vezes pelos vizinhos incomodados com a criação da cobra, mas ela afirma ter toda a documentação exigida e em dia. Isso porque, segundo veterinários especializados em animais exóticos, para ter um pet como este em casa, é necessário o cumprimento de várias exigências.

À priori, é preciso adquirir um criatório todo legalizado com duas principais documentações: documento comprovando a origem da cobra e sua nota fiscal de compra. Esses animais têm uma espécie de microchip subcutâneo, onde se pode passar por um leitor que indicará o número que estará no documento.

Além de essas documentações serem obrigatórias, é preciso ter responsabilidade ao se adquirir animais exóticos a fim de não estimular o tráfico. E para sair com os pets mais cuidados devem ser tomados, uma vez que não é a mesma coisa que um cãozinho.

Um bom exemplo é a cobra passeando com sua dona no centro de BH. Ela já tem o costume de dar umas voltinhas com a tutora, mas, em geral, tais animais se estressam quando saem do ambiente ao qual estão acostumados. Assim, estão passíveis de morder, de assustar as pessoas e causar pânico.

Você também pode gostar: Proprietários da Cervejaria Backer são denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui